15 de Novembro de 2008

Odeio-o! É mau, traiçoeiro... Vem sem esperar e leva a esperança... A esperança de uma vida cheia de coisas boas e momentos fantásticos... É mau com requintes de malvadez.... Odeio-o... Gostava de o arrancar com as minhas próprias mãos e queimá-lo, destruí-lo como ele destrói famílias, amores, vidas cheias, mas ainda por preencher...Odeio a forma como não deixa descansar quem batalhou uma vida para chegar à velhice,  descansar e gozar o pouco a que tem direito... Se eu mandasse ele não existia e eu... Eu podia ter que pedir nos semáforos da Praça de Espanha ou do Marquês... Não interessava, porque ele não existia e o anseio de que ele pudesse aparecer  já não tirava minutos, tão preciosos nesta curta passagem...

Por todos que ele levou e por aqueles que ainda levará o meu desejo é o de que a vida me dê forças e lucidez para escolher sempre a melhor palavra e o melhor gesto em cada momento, enquanto não for eu a escolhida...

publicado por butterflywing às 01:57
sinto-me: sad
música: "The Way I Am" - Ingrid Michaelson
tags:

Querida Mãe, és uma mulher linda, meiga, forte, gentil, generosa e todos as palavras que servirem para te elogiar... Desculpa se não estava lá quando tudo acabou, se não te beijei quando te sentiste só, se não te dei a sopa quando estavas com fome...Porque tens uma bondade extrema, porque sem ti a vida não faz sentido, obrigada por teres sido quem foste e me teres ajudado a ser quem sou...

E porque hoje tenho a certeza de que se houver alguém mais importante que a Mãe só pode ser o filho,  não havendo filho, preciso que saibas que continuas a ser a mais importante, querida Mãe...

 

publicado por butterflywing às 01:16
sinto-me: Grata
tags:

Há semanas estranhas, difíceis, que nos fazem questionar porque nos queixamos tanto quando temos tudo... Há pessoas sem essa sorte, que tinham tudo para ser felizes, tinham garra e alegria para combater tudo e todos, generosidade e triunfo espelhados no olhar, mas de repente... Puff... Como uma brisa, desaparecem sem terem tido tempo para deixar o seu legado...

É estranho pensar que podíamos (ou podemos) ser nós e ainda nos falta tanto para fazer, aprender e melhorar...

Este post é para ela, que conheci em circunstâncias pouco agradáveis, mas que são uma grande parte da minha realidade... Algumas semanas foram suficientes para criar laços e desejar que tudo passasse e voltasse a ser o que era, ainda que eu conhecesse muito pouco da sua vida... Mas conheci uma parte, certamente a mais difícil e, infelizmente, a única inultrapassável... Ajudei no que pude, sabendo-me pouco. Era apenas uma menina doce cuja perda me entristeceu a alma...

Ossos do ofício, diriam alguns, eu digo: nada acontece por acaso...

publicado por butterflywing às 00:56
sinto-me:
tags:
08 de Novembro de 2008

Ser boa no que se faz tem o seu preço... Eu não sou barata...

Às vezes fecha-se uma porta,  mas abre-se uma janela... Outras vezes temos simplesmente que ser nós a fechar a porta e lutar por abrir uma janela mais ampla  e digna...

O dinheiro não traz felicidade e o autorespeito não se compra, adquire-se! Que ninguém pense que me faz de tola... Às vezes posso deixar que acreditem nisso, mas de tola tenho pouco... 

 

O pior cego é aquele que não quer ver...

publicado por butterflywing às 01:00
sinto-me: Bem Sucedida
música: I Believe in Miracles
tags:
Novembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar neste blog